Tempo de espera por passaporte dobra em Araçatuba

Dobra tempo de espera por passaporte na região

A Polícia Federal de Araçatuba não tem conseguido atender a quantidade de pedidos de emissão de passaporte. O tempo de espera, que já foi de 15 dias, agora pode chegar a um mês. Segundo o delegado Rogério Giampaoli, o problema foi causado pela demanda maior dos serviços nos últimos três meses, principalmente pelas pessoas que vão viajar ao exterior pela primeira vez. "Estamos trabalhando para atender até 20 pessoas por dia, quando antes conseguíamos fazer 15 atendimentos diários", destaca o delegado.

A lentidão do processo tem mudado a rotina nas agências de viagens. Conforme o agente Juarez de Oliveira Paixão, de Araçatuba, os clientes hoje passaram a ser orientados a iniciar o processo de reservas e retirada dos documentos com a maior antecedência possível. "Não dá mais para chegar ao balcão e tentar viajar no próximo mês. Cada vez mais é preciso planejar o passeio para o futuro", diz.

DIFICULDADE
Segundo Paixão, uma família de Araçatuba, que comprou passagem para ir a Europa com mais de 30 dias de antecedência, quase não conseguiu viajar. "Eles conseguiram agendar a entrega da documentação na Polícia Federal para um dia depois da data prevista para o embarque". Para viajar, a família teve que se revezar na vigília no site da PF para conseguir remarcar as audiências no local de outras pessoas que desistiam. "Foi preciso muito esforço e sorte", diz Paixão.

O agente informa que a demanda tem sido maior desde o último trimestre do ano passado. A procura aumentou devido o dólar abaixo dos R$ 2 e às facilidades no pagamento. "Cada vez mais, está atrativo ir para destinos fora do Brasil", frisa.

O também agente de viagem em Araçatuba, Sebastião de Araújo, diz que a procura por locais como a Europa e a Ásia cresceu 30% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com ele, a fase tem sido tão positiva que, nem mesmo as notícias sobre acidentes e atentados, afastou o público. "Antigamente, as pessoas cancelavam as viagens quando tinham acesso a estas informações. Hoje, até brincam, dizendo que é melhor morrer na Europa do que no Brasil", enfatiza.

CAMINHO
Giampaoli explica que todas as pessoas com interesse em retirar seu passaporte devem, primeiro, procurar o site da Polícia Federal: www.dpf.gov.br. Na página, é preciso acessar o link "Requerer emissão de passaporte". Serão apresentados vários campos a serem preenchidos.

No final, o próprio site informa o dia e o horário em que o candidato deve se apresentar na delegacia com os documentos relacionados e o comprovante de pagamento das taxas. A demora tem acontecido entre o preenchimento on-line e a data para a audiência.

O delegado disse que, depois da apresentação dos documentos, ainda é necessário esperar uma semana, em média, para a expedição do passaporte. Em muitos países, é exigido ainda visto de entrada, o que pode demorar mais duas semanas, em média. "Estamos estudando formas de resolver isso nas próximas semanas", disse Giampaoli.

Serviços


- Folha Imóveis
- Edição Digital (assinantes)
- Classificados
- Assine a Folha
- Grupo no Whatsapp





Edição impressa



- Assine a Folha
- Acesse a edição digital e anteriores (assinante)
- Experimente a edição digital por 15 dias

A Folha


- Sobre
- Diretrizes
- Expediente
- Contato
- Telefones
- Classificados
- Grupo no Whatsapp

Blogs da Folha


- A Morte sem tabus
- A vitória pela educação
- Coluna Ciência