Por Trás das Letras: Prefeitável ou prefeiturável

Por Trás das Letras: Prefeitável ou prefeiturável

“Prof. Hélio, tenho uma dúvida sobre a utilização dos termos 'prefeiturável' e 'prefeitável'.

Nenhuma é encontrada no 'Aurélio', mas as duas são uma adaptação do termo 'presidenciável'.

Diz o 'Aurélio' qsue a palavra presidenciável vem de 'presidenciar' (presidente + ar, seguindo o padrão analógico) + 'vel'.

Neste caso, o certo (se é que podemos chamar assim, por se tratar de um neologismo) seria 'prefeiturável' - 'prefeiturar' (prefeito + ar, seguindo o padrão analógico) + - 'vel'.

Gostaria de saber se o 'prefeiturável' é mesmo a forma correta." Fabrício

RESPOSTA: prefeiturável (dicionário "Aulete") ou prefeitável (dicionário "Houaiss") têm como sentidos a pessoa que pode se candidatar a prefeito ou tem possibilidade de se eleger para prefeito.
Os dicionários "Aurélio" e "Michaelis" não apresentam os verbetes.

O internauta tem razão quando analisa o neologismo por analogia a presidenciável.

Se presidenciável vem de presidência, então é lógico que a forma mais coerente do neologismo é a apresentada pelo dicionário "Caldas Aulete": prefeiturável, em vez de prefeitável.

Embora "Aulete" e "Houaiss" apresentem prefeiturável e prefeitável respectivamente, não contêm os verbetes presidenciar, prefeiturar e prefeitar.
“Mas qual é a correta?”. As duas formas estão dicionarizadas, inclusive “prefeitável”, que é a forma mais popular.

Para o sistema lingüístico, a forma mais correta é “prefeiturável”.

Erro na parede
A palavra “semi novo” não é escrita separadamente como se pintou na parede, nem mesmo com hífen. O certo é seminovo.

O estrangeirismo “remould”, que também pode ser escrito “remold”, quer dizer remodelado, segundo o dicionário de inglês "Michaelis".

Segundo a revista "Quatro Rodas", são pneus remanufaturados, feitos a partir das carcaças de pneus usados.

O mercado brasileiro gosta de dar nome estrangeiro para um jeito velho de fazer as coisas, fica mais chique, enquanto isso, a nossa língua vai para o lixo.

Palavra do dia: recorde
(re.cor.de)

As primeiras competições nos Jogos Olímpicos de Pequim têm registrado um grande número de recordes sendo quebrados em várias provas.
A palavra “recorde” tem sua origem no inglês "record". A palavra “recorde” designa toda realização oficialmente registrada, seja ela esportiva ou não, que venha a superar o feito anterior.
A pronúncia aportuguesada tem como sílaba tônica COR. É muito comum também a dúvida sobre a pronúncia da palavra. A “récorde”, adotada pela Globo, é um estrangeirismo.

TESTE DA SEMANA
(RESPOSTA)

"Acabei de ler na contracapa de uma revista educativa a seguinte frase: 'Você não faz idéia do que mudou na Língua Portuguesa? FICA tranqüilo! PÁRA de se preocupar, SEJA auto-suficiente e consulte o Mini 'Houaiss''.
No início do texto, eles usam o pronome 'você', depois eles conjugam o verbo 'ficar' no 'tu', isso é possível?
Está correta a frase?" Aline

RESPOSTA: a internauta tem razão, não houve uniformidade de tratamento, misturando verbos conjugados na segunda (tu) e na terceira pessoa (você).
Segundo a gramática tradicional, a frase ficaria correta se fosse escrita assim: “Você não faz idéia do que mudou na língua portuguesa? Fique tranqüilo! Pare de se preocupar, seja auto-suficiente e consulte o minidicionário 'Houaiss'”. Além disso, nome de idioma não se escreve com letra maiúscula.

TESTE DA SEMANA
(PERGUNTA)

"Prof. Hélio, tenho recebido, para revisão, uma série de discursos de conclusão de curso. Um deles me incomodou. Continha uma série de frases feitas. Entre elas, esta: 'Bons amigos são difíceis de encontrar, mais difícil ainda de deixar, e impossíveis de esquecer'.
Fora a falta de concordância, que é evidente, me intriga esse uso do plural.
Eu diria que 'é difícil fazer qualquer dessas coisas - encontrar, deixar ou esquecer bons amigos'. Assim, foi como corrigi o texto: 'Bons amigos é difícil de encontrar, mais difícil de deixar e impossível de esquecer.'
Ocorreu-me a seguinte possibilidade: 'Bons amigos são difíceis de serem encontrados'
Preciso de uma explicação sobre como essa construção acontece?" Lígia.

Serviços


- Folha Imóveis
- Edição Digital (assinantes)
- Classificados
- Assine a Folha
- Grupo no Whatsapp





Edição impressa



- Assine a Folha
- Acesse a edição digital e anteriores (assinante)
- Experimente a edição digital por 15 dias

A Folha


- Sobre
- Diretrizes
- Expediente
- Contato
- Telefones
- Classificados
- Grupo no Whatsapp

Blogs da Folha


- A Morte sem tabus
- A vitória pela educação
- Coluna Ciência