Greve fecha mais de 500 agências bancárias em São Paulo

Greve fecha mais de 500 agências bancárias em São Paulo

Aproximadamente 570 agências bancárias permaneceram fechadas hoje (4) nas cidades de São Paulo e Osasco por causa da greve dos vigilantes particulares, que entrou no segundo dia. A estimativa é do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) não dispunha, nesta tarde, de informações sobre o número de agências fechadas.

De acordo com o Seevissp (Sindicato dos Empregados em Empresas de Vigilância, Segurança e Similares de São Paulo), cerca de 7 mil trabalhadores participaram hoje de manifestações pela capital. A polícia estima que foram 900. Eles reivindicam 9,9% de reajuste salarial, adicional de risco de vida de 30% ao ano sobre o salário, e aumento no vale-alimentação de R$ 5 para R$ 10.

Na tarde de hoje, os trabalhadores decidiram permanecer em greve. Amanhã (5) será realizada nova assembléia no período da manhã.

A negociação entre patrões e empregados está sendo feita na Justiça. O Sindicato das Empresas de Sesvesp (Segurança Privada do Estado de São Paulo) protocolou ontem (3) petição no TRT-SP (Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região) para julgamento da greve dos vigilantes e retorno imediato dos grevistas a seus postos.

O sindicato patronal já fechou acordo salarial com 13 sindicatos de trabalhadores no estado, cerca de 67% da categoria. Com outros nove sindicatos, o Sesvesp só vai negociar no TRT, onde foi instaurado o dissídio coletivo econômico e de greve.

Existem em funcionamento no estado 370 empresas de segurança privada autorizadas pela Polícia Federal, que empregam em torno de 100 mil vigilantes.

Serviços


- Folha Imóveis
- Edição Digital (assinantes)
- Classificados
- Assine a Folha
- Grupo no Whatsapp





Edição impressa



- Assine a Folha
- Acesse a edição digital e anteriores (assinante)
- Experimente a edição digital por 15 dias

A Folha


- Sobre
- Diretrizes
- Expediente
- Contato
- Telefones
- Classificados
- Grupo no Whatsapp

Blogs da Folha


- A Morte sem tabus
- A vitória pela educação
- Coluna Ciência