Agricultor confessa fraude com trator

Agricultor confessa fraude com trator

O agricultor Flávio Lourenço Pereira, 29 anos, residente em Alto Alegre, confessou à polícia que simulou o roubo de um trator para tentar receber o dinheiro do seguro. Ele foi ouvido pelo delegado Mauro Gabriel e confirmou que seguiu a orientação de uma terceira pessoa, pois estaria desesperado com a falta de dinheiro.

A polícia já tinha informação de testemunhas de que o trator, que teria sido roubado na última sexta-feira, não estava na cidade há tempos. Pereira confirmou que há vários meses não está mais com o trator, que é financiado e tem várias prestações atrasadas. Entretanto, não soube explicar o que fez com o veículo.

Há alguns dias, ele tentou registrar o furto do trator na delegacia de Alto Alegre, mas desistiu porque o seguro estava atrasado, mas já foi regularizado.

FARSA
Na versão do roubo informada à polícia, Pereira disse que teria sido mantido refém por dois homens que o teriam abordado quando trafegava com o trator Agrale, ano 2006, pela estrada do bairro rural do Paraguai, enquanto um terceiro ladrão teria ficado com o veículo.

Ainda segundo ele, um dos bandidos o teria ferido nas costas com uma corda que estava no trator. Durante o depoimento, ele confessou que foi o autor dos ferimentos, provocado para tentar mais veracidade à fraude.

O agricultor responderá por falsa comunicação de crime e poderá ser condenado a até seis meses de prisão. O caso segue em investigação pela Delegacia de Alto Alegre.






Edição impressa



- Assine a Folha
- Acesse a edição digital e anteriores (assinante)
- Experimente a edição digital por 15 dias

A Folha


- Sobre
- Diretrizes
- Expediente
- Contato
- Telefones
- Classificados
- Grupo no Whatsapp

Blogs da Folha


- A Morte sem tabus
- A vitória pela educação
- Coluna Ciência